HIFA se veste de roxo e realiza semana da prematuridade

A programação faz parte do novembro roxo, mês internacional de sensibilização para a prematuridade

21.11.2022

Entre os dias 14 e 21 de novembro o Hospital Materno Infantil Francisco de Assis (HIFA) realizou a semana da prematuridade. A programação faz parte do novembro roxo, mês internacional de sensibilização para a prematuridade. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), no mundo todo, aproximadamente 30 milhões de bebês nascem prematuramente a cada ano, ou seja, um a cada 10 bebês.

No primeiro dia, as mães participaram de um momento de relaxamento e autocuidado através do trabalho voluntário realizado pela Elaine Cazott e Neia Pereira Cordeiro e do Espaço Elaina Cazott. Elas disponibilizaram a tarde para realizar análise capilar, massagem e SPA dos pés.

Também teve capacitação dos colaboradores com o tema cuidados mínimos, temperatura e incentivo do contato pele a pele, que traz tantos benefícios para os bebês. Aconteceu ainda roda de conversa com as mamães e orientações sobre ordenha, manipulação e administração de leite humano aos bebês prematuros, com a enfermeira responsável pelo banco de leite, Patrícia Mendes de Souza Grifo, responsável pela coordenação do banco de leite do HIFA. Toda a programação foi pensada e elaborada pela Pediatra e Intensivista, coordenadora da Unidade Intensiva Neonatal (UTIN) do HIFA Maternidade, Dra. Aline Rodrigues e a Enfermeira Especializada em neonatologia, Cynthia coelho e contaram com apoio de diversos profissionais.

O objetivo, segundo a Dra. Aline Rodrigues, além de sensibilizar a equipe para o cuidado com o prematuro, é importante ressaltar a responsabilidade que envolve cuidar desses bebês e acolher as suas famílias, dando atenção principalmente às mães que são pegas de surpresa com a chegada de seus filhos antes da 37ª semana de gestação.

“Desde que abrimos a maternidade de alto risco, a prematuridade e as suas complicações são as principais causas de internação na nossa UTIN. E aproveitar a oportunidade para qualificar e conscientizar a equipe, além de dar uma atenção especial a essas mães é primordial”, ressaltou.

Para a enfermeira Cynthia, falar sobre o tema é imprescindível. “A maioria das mães nunca entrou em uma UTI Neonatal, talvez nem tenham ouvido sobre e quando se dão conta estão ali dentro. É um momento de fragilidade, mas nós profissionais estamos aqui para acolher, dar todo suporte e transmitir segurança. A equipe está preparada para cuidar desse bebê”, disse.

Mamãe feliz com a programação

“Eu tenho sete filhos, mas Emanuelly e Gabrielly foram as primeiras prematuras que nasceram através de parto normal com 35 semanas. Ao vê-las tão pequenas me desesperou, fiquei com medo e quando uma delas estava presa a um respirador foi um choque. Mas eu tinha esperança. E cada ganho de peso, cada obstáculo vencido me deixava mais tranquila. E viver essa semana diferente foi muito importante, pois por mais que eu já tenha outros filhos é tudo novo, muitas coisas eu ainda não sei, até pegar no colo requer cuidados especiais. Eu aprendi muito e me emocionei na semana de prematuridade.”

Lucilene Pereira Ribeiro, 34 anos, mãe das gêmeas Emanuelly e Gabrielly que nasceram dia 06 de novembro.

Confira um pouco do que rolou:

A abertura da Semana da Prematuridade teve momento de espiritualidade com o Pastor Amaury Bertoqui, Edimery Pinheiro do Centro Espírita Jeronymo Ribeiro. Foi realizada uma cerimônia ecumênica 

 

Momento de autocuidado com as mamães da UTIN
Aconteceu dois dias de capacitação com os colaboradores com o tema cuidados mínimos, temperatura e incentivo do contato pele a pele, que traz tantos benefícios para os bebês. Aconteceu ainda roda de conversa com as mamães e orientações sobre ordenha, manipulação e administração de leite humano aos bebês prematuros, com a enfermeira responsável pelo banco de leite.

 

Roda de Conversa com as mamães da UTIN

Serenata realizada pelos jovens da Igreja Hebrom com louvores para as mãezinhas da Utin

As mães da UTIN escreveram cartas com mensagens de força e fé que serão lidas pelas mãezinhas que passarão pela UTIN futuramente
As mães foram recebidas com lanche especial

 

Roda de conversa com as mães da UTIN orientações sobre ordenha, manipulação e administração de leite humano aos bebês prematuros, com a enfermeira responsável pelo banco de leite
Mães foram presenteadas com kit contendo pagão e sabonetinhos de coração
Pagão Novembro Roxo

 

Comentários

Mais Notícias